Blog da Lemon - Descentralização como base para a estratégia

Em quantas oportunidades não nos deparamos com a situação de estarmos com algo realmente novo e que poucas pessoas conhecem, sejam lugares, músicas, seriados ou filmes? Aquele tipo de coisa que te chama atenção pela qualidade, pela sutileza e também por representar um acontecimento pessoal que parece ser construído/criado especificamente para aquela ocasião. Momentos como esses trazem lembranças e nos ligam afetivamente as coisas e lugares. Falando especificamente em negócios quase todos tem alguma relação afetiva e de confiança com a alguma empresa que fica perto de casa ou do escritório,  bares, restaurantes, livrarias, pequenas lojas de roupas, mercados, feiras entre tantos outros. Essa relação onde você negocia com o dono e a empresa tem um grande conhecimento das pessoas que pertencem aquela comunidade, que possibilita e cria momentos prazerosos e estreitam o seu relacionamento com essas empresas, esses são bons exemplos de negócios locais.

Com o advento da tecnologia e a transformação da cultura globalizada [Esse é o inicio de texto mais utilizado por estudantes quando escrevem uma redação, independente do tema], a ideia de negócios pequenos e locais tem se afastado do mercado e dando lugar a grandes empresas que atuam de forma global e que pouco tem haver com o contexto da comunidade onde estão inseridas.

Como estratégia a especialização, padronização e centralização tem sido base para o posicionamento das organizações, dessa forma conseguem facilitar o processo de gestão. O que acontece é que mesmo com todas essas empresas globais e redes mundiais, a padaria que está na esquina da rua da sua casa ainda tem importância para você no seu dia a dia, você ainda se relacionará com ela por muito tempo e esse ensinamento é importante para os gigantes do mercado. A medida que aumentamos o tamanho de um negocio elevamos o nível de complexidade, logo soluções que antes davam certo precisam ser reestruturadas para atender o cenário atual. Porém, quando uma empresa cresce o que acontece é apenas uma mudança de tamanho em todos sentidos, aumentam a capacidade produtiva, aumentam pessoal e aumentam sua capacidade de processamento de dados com as TICs, e quando isso não é bem desenvolvido acontece a virtualização do caos.

Algumas empresas ainda funcionam sem conexão, no sentido pleno da coisa e abusam das falácias do planejamento estratégico que não conseguem tirar do papel. Negócios em rede devem se apoiar na descentralização, a compreensão de produtos/serviços deve estar na mente de todos dentro da empresa, conhecimento e informação devem fluir. Para isso rupturas devem ser estimuladas, novas e antigas conexões precisam ser aproximadas.

Compreensão total de equipe, estratégia e posicionamento levarão as organizações a um novo estagio de competitividade onde conseguem verdadeiramente atender seu cliente, sem processos inúteis e complicações desnecessárias  facilitando o acesso aos serviços, descentralizando o caminho da informação e criando conexões através de uma rede ativa e influente dentro de uma comunidade.

Lemon Express

×

Lemon Express

×

Lemon Express

×

Lemon Express

×
JUNTE-SE A MAIS DE 10.000 PESSOAS QUE RECEBEM NOSSOS INSIGHTS DE TECNOLOGIA E INTELIGÊNCIA!

JUNTE-SE A MAIS DE 10.000 PESSOAS QUE RECEBEM NOSSOS INSIGHTS DE TECNOLOGIA E INTELIGÊNCIA!

Assine a Newsletter da Lemon e receba dicas de Gestão, Estratégia, Finanças, Marketing e Gestão de Projetos direto no seu email. 

Legal!!! Obrigado por ter feito a sua inscrição. Você vai receber um email de confirmação. Aí é só seguir os passos e começar a receber as suas dicas de #NegóciosInteligentes

Share This